AS QUESTÕES ÉTNICO-RACIAIS NO LIVRO DIDÁTICO HISTÓRIA: A APLICAÇÃO DA LEI10639/2003

Autores

  • Adnides Alves Pereira Universidad Autônoma de Asúncion

Palavras-chave:

Escravidão, Racismo Oculto, Século XIX, Livro Didático

Resumo

Na atualidade, as questões étnico-raciais se fazem presentes nas páginas dos livros didáticos, como recorrentemente fizeram ao longo dos anos na História do Brasil, e estão representadas nos livros de História para os sétimos e quinto anos do Ensino Fundamental (anos de 2007 e 2019), analisados nesse artigo. Todavia, os conteúdos que contribuem para o entendimento sobre o assunto, no sentido de ampliar a discussão, tornando-a mais positiva, ainda precisam de um suporte maior, para um bom desenvolvimento e aplicação da Lei 10639/2003. O artigo tem como objetivo examinar e mostrar a importância dos conteúdos sobre a África na Educação Básica, considerando a relevância da Lei 10639/2003, assim como das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais para o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Destacaremos, também, a importância do ensino de História em sala de aula, o papel do professor e a importância do livro didático. A metodologia utilizada pauta-se em uma análise bibliográfica, fundamentando-se em autores como: Lima (2006), Karnal (2016), Libaneo (2006), Marquese (2006), Munakata (2000), Reis (2008), Oliveira (2012), Oliva ( 2003), Pinsk ( 2010), Zubaran (2016), Mec ( 2004), Choppim ( 2004), Hall (2005), Brasil. Constituição Federal ( 2012), Secadi ( 2013) Além dos livros de didáticos dos autores, Apolinário ( 2007) , Charlier( 2017).

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Constituição Federal. Texto Constitucional Promulgada em 5 de outubro 1988, com alteração adotadas pelas Emendas Constitucional n° 1/92 a /2012 e pelas Emendas Constitucionais de Revisão N° 1 a 6/94. p.8.

 

_______. Ministério da Educação/SECADI/Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial- SEPPIR. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília, 2013.

 

_______. Presidência da República. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Brasília, 2003.

_______.Plano NacionalDe Implementação Das Diretrizes Curriculares Nacionais Para A Educação Das Relações Étnico-Raciais E Para O Ensino De História E Cultura Afro-Brasileira E Africana. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Brasília: MEC, SECADI, 2013. p. 20, 22, 26,48.

 

_______.MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA (MEC). Guia dolivro didático. Brasília, 2004. Disponível em: <www.fnde.gov.br/ programas/pnld>.

BITTENCOURT, Circe.Produção didática de História: trajetórias de pesquisas. Revista de História, São Paulo, n. 164, p. 555, jan./jun. 2011.

 

_______.(Org.). O saber histórico na sala deaula.9.ed. São Paulo: Contexto, 2004.

CHOPPIM, Alain. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e pesquisa, São Paulo, set./dez. 2004.p. 549-566.

 

HALL, Stuart. Raça, cultura e comunicações: olhando para trás e para frente dos Estudos Culturais. Projeto História. São Paulo, PUC/SP, n.º 31, julho/dezembro de 2005.pp. 15-24.

KARNAL, Leandro. (Org.). História na sala de aula: conceitos, práticas propostas. 6. ed.  São Paulo: Contexto, 2016. p. 22, 28 ,62.

 

LIBANEO, José Carlos. Diretrizes curriculares da pedagogia: imprecisões teóricas e concepção estreita da formação profissional de educadores. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n.96, especial, out. 2006.

 

MARQUESE, Rafael de Bivar. A dinâmica da escravidão no Brasil: resistência escrava, tráfico negreiro e alforriaSéculo XVII a XIX. Novos Estudos. Ceprap, 2006. p.107-123.

 

MUNAKATA, Kazumi. Indagações sobre a História ensinadaIn: GUAZZELLI, César et. al.(org.). Questões de Teoria e Metodologia da História. Porto Alegre: Editora da Universidade/ UFGRS, 2000.

 

REIS, Helena Esser. Diversidade e Respeito: Suposto Para Formação dos Cidadãos Educação para as relações étnico rraciais/ Orgs: MORAES, C. C. P; LISBOA, A.S;

 

ROCHA, Eloísa Alcíres Candal. Diretrizes educacionais - pedagógicas para a educação infantil. Tubarão, 2008.

 

OLIVEIRA, L. F./ autores: Allysson Fernandes... [et al.]; – 2ª. ed. – Goiânia : FUNAPE : UFG/ Ciar, 2012. P. 397.

 

OLIVA, Anderson, Ribeiro.A História da África nos bancos escolares.Representações e imprecisões na literatura didática Estudos Afro-Asiáticos.Ano 25, n. 3, 2003.

 

PINSKY,Carla Bassanezi(org.). Novos temas nas aulas de História. 1.Ed, 2ª Reimpressão. São Paulo: Contexto, 2010. p. 22- 145.

 

ZUBARAN, Maria Angélica; WORTMANN, Maria Lúcia; KIRCHOFF, Edgar Roberto. Stuart Hall e as questões étnico-raciais no Brasil: cultura, representações e identidades. Projeto História, São Paulo, n. 56, maio-agosto de 2016.p.9-38.

 

Livros Didáticos

APOLINÁRIO, Maria Raquel (org.). História: ensino fundamental, 7ª. Projeto Araribá. 2- ed. São Paulo: Moderna, 2017.

 

CHARLIER, Anna Maria. Ápis história 5º ano: ensino fundamental, anos iniciais/Anna Maria Charlier, Maria Elena Simielle. – 2º ed.—São Paulo: Ática, 2017.

 

Downloads

Publicado

2022-03-04

Como Citar

Pereira, A. A. (2022). AS QUESTÕES ÉTNICO-RACIAIS NO LIVRO DIDÁTICO HISTÓRIA: A APLICAÇÃO DA LEI10639/2003. Internacional Multidisciplinary Journal of the Brazil, 5(1), 21–37. Recuperado de http://imjbr.arcaeducacional.ga/index.php/imjbr/article/view/25

Edição

Seção

Artigos